Slider

lendo 1 1

Conheci os livros dessa autora meio ao acaso, em uma sugestão eletrônica de livros enviada a mim pelo aplicativa do Kindle. Embora eu tenha meus fortes vínculos com os livros impressos, há alguns anos eu adquiri o dispositivo de leitura digital da Amazon e afirmo que não me arrependi, mas isso é assunto para outro texto, rs.

O fato é que comecei a ler “Pequenas Grandes Mentiras”, da mesma autora e após as primeiras páginas minha atenção já estava capturada. De lá para cá li todos os publicados no Brasil, sendo “O que Alice Esqueceu” o mais recente deles.Sem dar spoilers desnecessários, o livro trata da vida de Alice, uma mulher de quase quarenta anos que após uma queda perde a memória dos últimos dez anos. Ou seja, ela pensa que está prestes a completar 30 anos e ainda grávida pela primeira vez.

A perda da memória faz com que Alice veja as situações de sua vida atual sob outro prisma e as decisões que ela toma a partir daí são decisões dez anos mais jovens. O livro poderia ser um simples romance do estilo “água com açúcar”, mas por detrás de uma linguagem simples, de uma estória comum narrada de forma fluida, a autora consegue provocar no leitor reflexões profundas sobre as razões pelas quais  escolhemos os caminhos a tomar.

Há ainda um humor delicado subjacente ao texto, o que dá um tempero especial à leitura. Para quem quer passar boas horas desfrutando da companhia dos pensamentos de mulheres (há mais de uma narradora!) que vivem dilemas tão comuns à natureza feminina, recomendo a leitura, que proporciona um passatempo, mas também a chance de se pensar em como seria termos, nós também, os recentes dez anos de nossas vidas apagados de nossas memórias…